Asya Branch é a primeira mulher negra do Mississippi a vencer o Miss Estados Unidos

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Foto: Reprodução/Instagram

Asya Branch foi coroada a nova Miss Estados Unidos na noite desta segunda-feira (9) e entrou para história do evento como a primeira afro-americana a representar o estado do Mississippi. Asya também foi primeira miss a dar o título para o estado no concurso, que até então nunca havia vencido.

Vídeos do momento da coroação e da surpresa da jovem, foram compartilhados na pagina oficial do Miss EUA.

A nova Miss EUA estuda na Universidade do Mississippi e é dona de uma marca de comésticos chamada “Branch Beauty”. Em seu discurso de vitória, Asya falou sobre o armamento da população norte-americana.

“Eu acho que a educação deve estar disponível para todos. Eu acredito que devemos exigir que as pessoas passem por cursos de treinamento e segurança antes de terem permissão para comprar uma arma e antes de receber uma licença”, disse.

A jovem também se mostra uma defensora da reforma do sistema judicial que afeta injustamente milhares de negros no país, incluindo seu pai.

“Aprendi o quão injusto nosso sistema de justiça realmente é. Aprendi que muitas pessoas atrás das grades não pertencem realmente a esse lugar. Aprendi que o racismo sistêmico realmente existe. Aprendi que o encarceramento é uma sentença familiar compartilhada”, escreveu nas redes sociais quando foi coroada Miss Mississippi.

O estado do Mississippi é marcado por um passado escravagista e pela falta de direitos civis para os negros. Em 1969, as escolas ainda eram segregadas racialmente. Ao longo dos anos, o cenário mudou lentamente.  Recentemente, o estado decidiu retirar o símbolo confederado de sua bandeira — o que lembrava os estados do sul, que eram contra a abolição da escravatura.

Vale lembrar que em 2019, os três principais concursos de beleza do país elegeram mulheres negras. Foram eles, o Miss USA, Miss America e Miss teen Usa.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.