Apoiadores de Bolsonaro pedem demissão de Sérgio Camargo e mudanças no Governo 

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Bolsonarista, o presidente da Fundação Palmares Sérgio Camargo pode ser o próximo a desembarcar do atual Governo. É o que avaliam os Interlocutores do Presidente Jair Bolsonaro (PL), que sugeriram a demissão de Camargo como uma das mudanças para o Executivo rumo as eleições deste ano. A avaliação é a de que ele “passou de todos os limites” ao atacar o congolês Moïse Kabagambe, assassinado de forma brutal no Rio de Janeiro, ao dizer que “era um vagabundo morto por outros vagabundos”, gerando críticas não só no governo como também no Judiciário.

Foto: Divulgação -Fundação Palmares

Segundo os assessores de Bolsonaro, Camargo não traz um voto para o presidente, mas age ao contrário, retirando apoio popular, num cenário de eleições presidenciais. Conforme revelou a “Coluna do Estadão”, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes chegou a pedir a interlocutores no governo a demissão de Sérgio Camargo. Para ele, “declarações públicas recentes do Presidente da Fundação Palmares reforçam a sua inclinação à prática de atos discriminatórios motivados por perseguição, racismo e estigmatização social. Esses comportamentos se mostram incompatíveis com o exercício de função pública de tamanha relevância e devem ser cuidadosamente investigados”

Leia também: Sérgio Camargo recebe tataraneto de Dom Pedro e ergue bandeira escravagista na fachada da Fundação Palmares

De acordo com depoimentos colhidos, há um clima interno de “terror psicológico” na Fundação Palmares. Funcionários relataram a disposição de Camargo em “varrer esquerdistas” dos quadros da instituição, inclusive com o monitoramento das redes sociais e da aparência dos trabalhadores. 

Além da demissão de Camargo, apoiadores do presidente Bolsonaro querem que ele pare de atacar a vacinação, o que é rejeitado inclusive pelo seu próprio eleitorado. Nos últimos dias, o presidente parou de levantar críticas às vacinas, mas, na avaliação de aliados, ele precisa começar a defender as medidas do governo no campo da vacinação. Com essas propostas de mudanças, os assessores acreditam na diminuição da diferença nas pesquisas de intenção de voto de Bolsonaro em relação ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera todas as pesquisas até o momento.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.