Zagueiro do Vasco é vítima de racismo em jogo contra argentinos: “Macaco não, eu tenho orgulho da minha pele”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na vitória do Vasco sobre o Independiente (ARG), por 2 a 1, pelas quartas de final da Copa Ipiranga sub-20, o zagueiro Cruzmaltino, Miranda, denunciou o racismo dos adversários argentinos.

Após o gol de Miranda pelo Vasco, em cobrança de pênalti, o zagueiro desabafou com as câmeras. “Macaco não, eu tenho orgulho da minha pele”, denunciou Miranda. No entanto, antes mesmo da cobrança do pênalti, o jovem havia reclamado com o árbitro da partida sobre as ofensas raciais dos atletas do Independiente. O árbitro, Roger Goulart, registrou na súmula do jogo o ocorrido com o atleta vascaíno.

Miranda desabafa nas câmeras após gol que deu a vitória ao Vasco – Imagens: Sportv

Registro de queixa

Na manhã da última quinta-feira (12), Miranda foi até a 8ª Delegacia de Polícia de Flores da Cunha (RS) e prestou queixa por injúria discriminatória. O atleta do Vasco esteve acompanhado do Gerente Geral de Futebol de Base, Carlos Brazil, que auxiliou Miranda no momento da queixa. O gol de Miranda deu a vitória ao Vasco sobre o Independiente, a equipe carioca jogará a semifinal da Copa Ipiranga contra outro argentino, o River Plate.

Nas redes sociais, logo após o ocorrido, o vasco da Gama também prestou solidariedade ao zagueiro das categorias de base da equipe.

O clube também manifestou solidariedade ao atleta – Imagem: Divulgação
APOIO-SITE-PICPAY

Luis Fernando Filho

Jornalista formado pela UFSM, militante dentro dos movimentos negros e estudantis, com experiências em veículos de comunicação independentes. Um amante do futebol e apaixonado por histórias de pessoas reais. Minha maior paixão é a reportagem.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.