Torcedores do Boca Juniors voltam a fazer gestos racistas para torcida corinthiana

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na partida entre Boca Juniors e Corinthians, válida pela quinta rodada do Grupo E da Copa Libertadores da América, realizada na última terça-feira (17), torcedores do time argentino voltaram a fazer gestos racistas, imitando um macaco para a torcida brasileira. O jogo ocorreu no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, Argentina. 

Momento em que o torcedor imita um macaco – Foto: Reprodução

Essa não é a primeira vez que na partida entre os dois times em que a torcida argentina faz gestos racistas para torcedores corintianos. No dia 26 de Abril, um torcedor do clube foi preso ao ser flagrado fazendo ato racista (imitando um macaco) contra a torcida do Corinthians, também pela Libertadores, desta vez a partida foi em São Paulo. A Polícia Militar prendeu o homem por Injúria Racial, ele pagou fiança de R $3 mil, e no dia seguinte (27) retornou para a Argentina.

Gestos racistas se tornam frequentes na Libertadores

Somente no mês de abril, houve 5 casos racistas identificados: 

  • River Plate contra o Fortaleza, em Buenos Aires, 13 de abril;
  • Boca Juniors contra o Corinthians em São Paulo, no dia 26 de abril;
  • Emelec contra o Palmeiras em Guayaquil, 27 de abril;
  • Estudiantes contra o Bragantino na Argentina, 27 de abril;
  • Universidad Católica contra o Flamengo, em Santiago,  28 de Abril;

A Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL), na última semana (11), anunciou alterações e inclusões no Código de Disciplinar da instituição, com o intuito de reduzir casos racistas nas partidas da Libertadores e deixar mais duras as punições. 

Leia também: Após casos seguidos de racismo em jogos, CONMEBOL oficializa punições mais duras 

A multa mínima que era de US$ 30 mil foi para US$ 100 mil, cerca de R$ 500 mil, em crimes raciais durante as partidas organizadas pela entidade. Além disso, o clube poderá ser punido também com jogos com portões fechados por uma ou mais partidas, ou com parte das arquibancadas fechadas. Já nos casos que envolvam integrantes do clube, comissão técnica, dirigente ou jogador, o clube terá suspensão a partir de cinco jogos ou, por dois meses, no mínimo.

Confira nota na íntegra do Corinthians sobre o caso desta terça-feira.

“O Sport Club Corinthians Paulista considera inaceitáveis as manifestações de racismo da torcida do Boca Juniors, bem como o tratamento dado à sua torcida na chegada do estádio La Bombonera, o que retardou a ocupação dos lugares reservados a ela ao longo de toda a primeira etapa. Muitos corintianos, com ingresso, só conseguiram acompanhar a partida de dentro do estádio no segundo tempo por atraso na escolta ou revista nos portões. O clube vai protocolar reclamação formal à CONMEBOL para apuração de responsabilidades e punições, além de requerer ações preventivas nos próximos jogos. Atenciosamente, Sport Club Corinthians Paulista”.

APOIO-SITE-PICPAY

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.