Slam Insubmisso: slamers e poetas lançam e-book com 15 poemas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Será lançado neste sábado (4) o e-book Slam Insubmisso, uma obra que reúne 15 poemas das slammers e poetas Carmen Kemoly (Maranhão), Jessica Preta (Pernambuco) e Van Cerqueira (Bahia). A obra é um dos prêmios oferecidos às três finalistas do Slam Insubmisso, que foi realizado neste ano no formato virtual. O lançamento do livro digital será celebrado, às 15h, em uma live no canal do YouTube da Fundação Rosa Luxemburgo.

Jéssica Preta, Vanessa Cerqueira e Carmen Kemoly são as autoras do E-book – Foto: Divulgação

O E-Book será disponibilizado gratuitamente através do site da Fundação Rosa Luxemburgo e no perfil do Instagram do Diálogos Insubmissos. O e-book é bilíngue, com tradução feita para o inglês. “Consideramos que esta é uma forma de ecoar as vozes das poetas para que elas não fiquem contidas nos limites da língua portuguesa entendendo que a língua não deve nos separar, conforme sugere Geri Augusto”, escrevem as organizadoras no prefácio do livro.

Leia também: Poetas do Brasil, África e Europa se reúnem no Slam Fixe, Uai!

Segundo as autoras, os poemas trazem à tona algumas questões que permeiam o cotidiano de mulheres pretas nordestinas, desmistificando a ideia de que os conteúdos abordados se referem sempre a violências e preconceitos, apesar dessas temáticas também estarem presentes nos versos. Os poemas falam também sobre o contexto social do Brasil, ainda nesse contexto de pandemia COVID-19.

“Algumas poetas, se utilizam do pretuguês de Lélia Gonzalez, expressam suas experiências subjetivas de mulheres negras nordestinas, externam o amor entre sapatonas, discutem sobre a violência de existir num país racista que dizima corpos negros diariamente e invocam as intelectuais-ancestrais brasileiras para orientar os caminhos da insubmissão”, diz um trecho do prefácio do livro.

O Diálogos Insubmissos é uma plataforma literária de escritoras negras sediada em Salvador/Bahia, que desde 2017 realiza eventos próprios (autogestionados) e participa de eventos literários nacionais e internacionais, com a promoção de debates e atividades que têm como mote a produção literária feminina negra, dialogando com outras linguagens artísticas.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.