Seu Jorge é condenado a pagar R$ 500 mil de indenização à família de Mário Lago

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O cantor e compositor Seu Jorge foi condenado a indenizar a família do, já falecido, compositor Mário Lago pelo uso de um trecho da música “Ai que saudades da Amélia” em uma de suas composições. De acordo com a decisão judicial,  Seu Jorge, a Universal Music e a produtora Cafuné Produções devem pagar R$ 500 mil aos herdeiros de Lago pelo uso do trecho sem autorização prévia.

Ataulfo Alves, um dos compositores de Amélia – Foto: Divulgação

A música “Mania de Peitão”, de autoria de Seu Jorge e lançada em 2004 cita dois trechos da música composta por Mário Lago e por Ataulfo Alves.  “Ai que saudades da Amélia” foi originalmente composta por Lago que entregou para que Alves a musicasse, e esse inclui algumas letras ao samba para que ele ficasse mais melódico.  Em uma das estrofes de “Mania de Peitão”  são incluídos os versos:  “Você só pensa em luxo e riqueza/ Tudo que você vê você quer/ Ai meu Deus que saudades da Amélia / Aquilo sim é que era mulher”, originalmente da música de Ataulfo Alves e Mário Lago.

A canção original tornou-se uma das mais famosas músicas populares no Brasil ao ponto que ainda, atualmente, “Amélia” é utilizado como sinônimo de companheira que executava os papéis tradicionais atribuídos as mulheres da década de 40, quando a canção foi escrita. Em uma entrevista, na época, Lago chegou a contar que a Amélia original era uma lavadeira que foi empregada doméstica na casa de um amigo do compositor, a história foi posteriormente negada.

Leia também: Milton Nascimento terá filme sobre sua trajetória musical

Segundo a decisão do juiz da 29ª Vara Cível do Rio de Janeiro,  Seu Jorge deve pagar a família de Lago a quantia de R$ 500 mil e 50% dos direitos autorais da música “Mania de Peitão” arrecadados no período de 2004 a 2006. O processo foi movido pelos herdeiros no ano de 2007.

 Seu Jorge, a gravadora e a produtora haviam perdido a causa em 2019, mas a sentença foi anulada em março deste ano e passou por um novo julgamento, que reafirmou a condenação.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.