Sem resposta por caso de racismo, Flamengo cobra Conmebol

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Depois de mais de um mês do caso de racismo relatado por alguns jogadores do Flamengo na partida contra o Olimpia, pela Libertadores, o time ainda não teve resposta da Conmebol.

Nesta semana, o Flamengo voltou a cobrar a Conmebol. Jogadores do time carioca, como Gabigol, Rodinei, Gabriel Batista e Matheuzinho, relataram várias ofensas raciais sofridas durante o primeiro tempo da partida. Algumas delas foram registradas por vídeos que mostram gritos de “macaco” vindos da arquibancada.

Segundo o Globoesporte.com, a Conmebol informou que o caso ainda está em apuração e que não há previsão para um veredito. O processo tem a seguinte notificação: o Olimpia é notificado e ganha um prazo para se pronunciar. Depois o relatório da partida e o material enviado pelo Flamengo é analisado. 

Leia também: Casos de racismo no futebol aumentaram 235%: “Os racistas estão se expondo mais”

Segundo a Conmebol, somente com todos os relatórios em mãos é que uma decisão de uma possível punição para o Olimpia por conta do comportamento de de seus torcedores será tomada.

Após o Olímpia se pronunciar, o relatório da partida e o material enviado pelo Flamengo começará a ser analisado. Somente após todas as análises  a entidade irá decidir sobre o caso e informar um possível punição para o time paraguaio, devido ao mau comportamento de seus torcedores na partida.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.