Rio de Janeiro: filas para testagem dão voltas no quarteirão

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma cena se tornou recorrente no Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira (18): em vários pontos da cidade e na Região Metropolitana, os locais de testagem registraram filas quilométricas. No estádio Engenhão, na Zona Norte da capital fluminense, a fila de carros quase dava a volta em todo o estádio.

Centenas de carros fizeram fila para testagem no Engenhão – Foto: Cyro Neves/ Divulgação: Super Rádio Tupi

Em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, a situação se repetiu. A fila para testagem dava volta na Praça Zé Garoto, região Central da cidade e relatos dão conta que as primeiras pessoas chegaram por volta das 5h da manhã para garantir o teste contra a Covi-19.

Na cidade metropolitana, entre os dias 2 e 15 de janeiro, 44,5% dos testes realizados foram positivos. Na primeira semana de janeiro, foram realizados cinco mil testes, já na semana seguinte, mais de 25 mil pessoas foram testadas para Covid-19, segundo dados da prefeitura.

Leia também: Datafolha: 81% dos brasileiros apoiam “passaporte vacinal” em locais fechados

Em Niterói, cidade vizinha a São Gonçalo, a situação não é muito diferente. De todas as pessoas testadas, 40% foram positivadas para Covid-19. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de cinco mil testes diariamente realizados na população. Niterói conta com 55 pontos de testagens e apenas o drive-thru no Campus Gragoatá da Universidade Federal Fluminense (UFF) necessita de agendamento para testagem.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.