Reserva de recursos para candidatos negros já vale a partir de 2020

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Ricardo Lewandowski determinou que a divisão faça efeito a partir do pleito de 2020 – Foto: Divulgação

O Ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a divisão proporcional de recursos e propaganda eleitoral entre candidatos negros e branco passe a valer já nas eleições deste ano. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (10) e, segundo Lewandowski, as políticas públicas tendem a incentivar candidaturas de pessoas negras prestam homenagens aos valores constitucionais da cidadania e da dignidade humana.

O ministro ressaltou que a divisão proporcional de recursos e tempo de propaganda não é uma mudança no processo eleitoral. “Sendo assim, não há por que incidir a proibição prevista na Constituição. No caso dos autos, é possível constatar que o TSE não promoveu qualquer inovação nas normas relativas ao processo eleitoral, concebido em sua acepção mais estrita, porquanto não modificou a disciplina das convenções partidárias, nem os coeficientes eleitorais e nem tampouco a extensão do sufrágio universal”, diz o ministro.

Votação no TSE

Em agosto, o Tribunal Superior Eleitoral aprovou, por seis votos a um, a divisão proporcional de verbas de campanha e propaganda em rádio e TV, porém, a regra só seria aplicada a partir das eleições de 2022. A decisão levava em consideração o princípio da anterioridade, que impede a aplicação de mudanças n processo eleitoral a menos de um ano da votação. “[A regra] Apenas introduziu um aperfeiçoamento nas regras relativas à propaganda, ao financiamento das campanhas e à prestação de contas, todas com caráter eminentemente procedimental, com o elevado propósito de ampliar a participação de cidadãos negros no embate democrático pela conquista de cargos políticos”, finalizou o magistrado.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

5 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.