Policial réu por racismo após agredir jovem em shopping no Rio será promovido pela PM

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Fonte: G1

O policial Gabriel Izaú, um dos dois PMs que trabalhavam como segurança num shopping na Ilha do Governador e que agrediu um jovem negro em agosto do ano passado, vai ser promovido dentro da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Na ficha disciplinar da corporação- obtida com exclusividade pela GloboNews – o comportamento do sargento Gabriel Izaú é classificado como “excepcional”.

O sargento e o também policial, o soldado Diego Alves da Silva viraram réus por crime de racismo por terem retirado de maneira violenta e agredido o estudante  Matheus Fernandes, um jovem negro de 18 anoso de dentro de uma loja do shopping Ilha Plaza, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Os policiais trabalhavam para uma firma que prestava serviço de segurança para o shopping.

Na ocasião, a vítima, Matheus tinha ido ao shopping apenas para trocar um relógio que tinha comprado para o Dia dos Pais. “Eu saí da loja com eles, né? Na hora que saí da loja, eu parei: pronto, agora o senhor pode falar. Aí foi a hora que ele me arrastou, foi a hora que eu comecei a gritar“, contou Matheus na época.

policial Gabriel Izaú
Policial Gabriel Izaú e soldado Diego Alves da Silva agridem jovem negro

Em depoimento à polícia, os dois PMs alegaram que Matheus pareceu suspeito porque usava um boné que seria uma referência a um traficante de drogas. Mas denúncia aceita pelo pela Justiça, o Ministério Público classificou essa abordagem como “arbitrária e preconceituosa”.

Dentro da corporação os PMs respondem a um inquérito, que até agora não foi concluído. Enquanto isso, o processo de promoção de um dos réus, Gabriel Izaú, está em andamento.

Em um documento de 8 de março, o comandante do 17º BPM (Ilha do Governador) apresenta a documentação policiais para “fins de promoção por tempo de serviço à graduação de segundo sargento”.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.