PM apura conduta de policiais que agrediram jovem negro em shopping do Rio quando rapaz tentava trocar um presente de Dia dos Pais

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Foto: reprodução UOL

A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou os dois policiais que agrediram o jovem Matheus Fernandes, de 18 anos, dentro do Shopping Ilha Plaza, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, na última quinta-feira (6). O caso está sendo investigado como racismo.

Segundo o shopping, os dois policiais militares, que não tiveram suas identidades reveladas, trabalham para uma empresa terceirizada que presta uma consultoria de segurança para o Ilha Plaza. Matheus teria sido ‘confundido’,com um ladrão quando tentava trocar um relógio pro Dia dos Pais.

“Essas pessoas que praticaram essa violência contra o Matheus foram identificadas. São dois policiais militares que trabalham para uma empresa de segurança que presta serviços para o shopping. Estamos aguardando a apresentação deles em sede policial para prestarem esclarecimentos”, disse o delegado Marcus Henrique em entrevista ao portal G1.

O primo de Matheus, Pedro Lucas, que compartilhou o vídeo nas redes sociais, disse em seu Twitter que jovem foi ao shopping para trocar um relógio que havia comprado para o Dia dos Pais. Mesmo com a nota fiscal do produto, os policiais o acusaram de furto e o ameaçaram com arma.

Neste sábado Matheus prestou depoimento na delegacia da Ilha do Governador (37ªDP), acompanhado de seu tio, que é advogado: “Nós vamos acionar o shopping, vamos acionar a Renner também. Ela tem também uma parcela de responsabilidade. Então nós vamos acionar os envolvidos. O shopping, os seguranças e a Renner”, disse Jaime Fernandes, advogado de Matheus.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.