Pesquisa mostra que 25% dos negros já deixaram de usar algum tipo de transporte por medo de sofrer racismo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um estudo realizado por um aplicativo de transporte revelou que uma em cada quatro pessoas negras já deixaram de utilizar algum tipo de transporte para evitar casos de racismo. Segundo o levantamento, os meios mais evitados são ônibus (40%), vans (13%) e metrô (10%) e foi realizado para entender como o preconceito racial impacta a mobilidade urbana.

O levantamento destacou ainda que, dos entrevistados, 54% acreditam que acreditam que a sociedade é racista e 46% que somente algumas pessoas são. No entanto, um dado alarmante é que 15% dos consultados se declararam eles mesmos racistas. 

Quase metade (46%) de todos os respondentes já presenciou um ato de racismo em ônibus, trem, vans e metrô, e 1 em cada 5 negros afirma que já foi vítima de discriminação nesses locais. O levantamento também revelou o preconceito em estabelecimentos comerciais: 49% já presenciou em lojas e shoppings e 48% em mercados. Para as pessoas negras, esses são os lugares onde mais acontece racismo: 33% e 26% já foi discriminada neles, respectivamente. “Eu (preto) e meu primo (branco) estávamos discutindo no shopping e o segurança abordou ele perguntando se eu estava incomodando”, relata um dos respondentes que não foi identificado na pesquisa. 

Educação como combate ao racismo

A grande maioria dos entrevistados disse que a educação é o melhor caminho para o combate ao racismo. 66% dos passageiros e 56% dos motoristas pretos e pardos de aplicativos responderam que o caminho é a educação sobre diversidade nas escolas. Na sequência, 52% dos passageiros e 45% dos motoristas acreditam que investir em campanhas de conscientização é a melhor saída.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.