Pedagoga lança livro sobre racismo na escola

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Será lançado nesta terça-feira (17) o livro “Na sua escola tem racismo? Na escola do Brejinho tem! Contornos do racismo institucional na educação escolar”. A obra apresenta o resultado da pesquisa de mestrado da pedagoga e escritora Flávia Gilene Ribeiro, realizada entre os anos de 2013 e 2014, em uma escola pública de Cuiabá (MT).

O livro é um apanhado da pesquisa de mestrado da autora – Foto: Divulgação

Segundo ela, o livro é uma contribuição inicial para se compreender a construção da sociedade brasileira. Ainda de acordo com a autora, não se aprende nos bancos escolares como se deu essa construção e o lugar relegado, pensado e executado nesse processo, aos afrodescendentes. “No início do século XX, se previa o branqueamento da sociedade, por consequência, a extinção da população negra que resulta, na atualidade, apoiado pelo mito da democracia racial, na naturalização do racismo em detrimento a determinados segmentos raciais.

Flávia ressalta ainda que é a partir de uma comunidade escolar majoritariamente negra, que o racismo institucional é percebido como naturalizado nesse cotidiano, só os estudantes o percebiam e o apontaram. “Uma vez foi comigo! Que me xingaram por causa da minha cor”, disse um aluno à pedagoga. Aqui, especificamente, trata-se do racismo institucional que atua de forma silenciosa, pois uma instituição, necessariamente reflete a sociedade em que está inserida, dessa maneira, esse tipo de racismo sobrevive internalizado nas pessoas, em suas práticas profissionais e é difícil de ser identificado”, afirma a autora.

Flávia Gilene lança o livro na próxima terça-feira (17) – Foto: Arquivo pessoal

Leia também: Coletivo Lena Santos realiza o 2º Congresso Nacional de Jornalismo Negro

Ainda segundo Flávia, a escola, criada em 1985, até o ano de 2013 nunca havia recebido uma reforma, os estudantes não se comprometiam com o bom andamento da escola, os docentes estavam visivelmente frustrados e desmotivados, e o Ideb da escola foi zero, por duas vezes consecutivas. “Esta obra pretende demonstrar como o racismo e seu caráter exploratório e segregante são partes estruturantes da construção da sociedade brasileira, assim como esse entendimento pode desencadear ações antirracistas com as quais se pode alcançar uma transformação dessa mesma sociedade”, conclui.

O lançamento será realizado dia 17 de maio, na Casa das Pedras -Praça da Mandioca – Cuiabá (MT), a partir das 19h. Para saber mais sobre o livro, acesse o Instagram da Autora.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.