“Não faz qualquer sentido o cara ouvir rap e votar no Bolsonaro”, diz Projota

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O rapper Projota soltou a voz e falou de tudo um pouco: Big Brother Brasil, novo álbum, política e as perdas que teve enquanto estava dentro do BBB21 e ao ser eliminado: “não faz qualquer sentido o cara ouvir rap e votar no Bolsonaro”. Disse o artista em entrevista ao jornal O Globo.

Segundo o cantor, as pessoas querem dar opinião mesmo quando ela tira a vida e liberdade de outras, e dentro do rap também existe isso, apesar do movimento lidar com estranheza. “Você ouviu esse bagulho a vida toda e depois vota em alguém que não tem nada a ver com o nosso corre? Isso é o absurdo!”, contou o artista ao falar sobre a música “O hype” que canta com Fernandinho Beatbox em seu novo álbum.

José Tiago Sabino, seu nome de batismo, falou também sobre a participação polêmica no BBB 21, ele saiu do programa com 91,89% de rejeição do público. “Eu sabia que o “Big Brother” era assim, e não culpo ninguém além de mim.”. Tiago continuou informando que viveu seu pior ano em 2021 e perdeu o que construiu em 20 anos, amizades, fãs, contratos e prestígio. “Já perdi muito jogo na vida, mas ali veio tudo de uma vez. Perdi a avó por quem fui criado, um cachorro e um gato.”, disse o rapper.

Projota teve depressão e segundo ele, se não fosse a sua esposa e filha, talvez não estivesse aqui agora. O artista citou a doença como “ o grande mal que assola a humanidade” e “um lugar que não tem portas, não tem janelas e não tem um sofá”, e continua falando que isso tem ligação com o reality, internet, intolerância e desigualdade social. “É importante, por exemplo, que as pessoas cobrem das figuras públicas que elas ajam de uma forma melhor, mas existe um exagero. Eu acho que fui para o “Big Brother” no momento errado.”, conclui Tiago.

Leia também: ‘Eu pedi desculpas para o Lucas’ diz Projota

O cantor lançou na última quinta-feira o álbum “A saída está dentro”, com o total de 11 músicas, incluindo a “Chuva de novembro” um dos sucessos de sua carreira e a continuação inédita  “Chuva de novembro 2”. A obra possui participações dos cantores Nando Reis, Lourena, Fernandinho Beat Box e da banda Melim, e está disponível nas plataformas digitais de áudio e vídeo.

APOIO-SITE-PICPAY

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.