“Não concordo com ‘viadagem’ na sala de aula”, disse prefeito de Criciúma ao demitir professor que exibiu clipe da música “Etérea”, do rapper Criolo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na noite da última quarta-feira (25), o prefeito da cidade de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), publicou um vídeo nas redes sociais demitindo um professor da rede municipal de educação após a exibição do clipe da música Etérea, do rapper Criolo. 

Foto: Divulgação

Segundo o prefeito, a administração municipal não concordava com conteúdo erotizado e “com viadagem na sala de aula”. Ainda durante a gravação, o político disse que os pais que não concordarem com a atitude do professor deveriam denunciá-lo. “Expôs um vídeo erotizado, de forma inapropriada para os alunos da rede pública municipal. Nós não permitimos, nós não toleramos. Está demitido esse, sei lá, esse profissional. Nas escolas do município, enquanto eu estiver aqui de plantão, isto não vai acontecer, este tipo de atitude. Essa ‘viadagem’ na sala de aula, nós não concordamos”, disse o político no vídeo.

A música foi exibida para alunos do 9º ano, entre 14 e 15 anos, em uma aula de artes, da Escola Municipal Pascoal Meller, na última terça-feira (24). Etérea já tem mais de 1,2 milhão de visualizações no YouTube e concorreu ao Grammy Latino, em 2019, na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa. Na letra, o cantor defende a liberdade, o jeito de amar e “amores aceitos sem imposições”.

Leia também: Em videoaula da rede estadual do Rio professor nega que haja racismo no Brasil

Jucélia Vargas, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Criciúma e Região (Siserp), disse que a entidade dará todo o suporte para o docente demitido e irá “processar o prefeito por homofobia praticada através do vídeo com falas homofóbicas”.

Assista o vídeo na íntegra

A Secretaria Municipal de Educação informou, em nota, que “medidas cabíveis em relação ao assunto foram tomadas, o profissional não faz mais parte do quadro de professores”. O professor ainda não se pronunciou sobre a demissão.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.