MP entra com ação para que Sara Winter pague R$ 1,3 milhão por danos morais após extremista expor criança vítima de estupro

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A Promotoria de Infância de Juventude do Ministério Público do Espírito Santo pede que ativista de extrema direita, Giromini, conhecida como Sara Winter, seja condenada a pagar R$ 1,320 milhão, a título de indenização por danos morais coletivos.

O Ministério Público ajuizou ação civil pública contra a loira por ela ter tido acesso ilegal a detalhes do caso da menina de 10 anos, vítima de estupro no município de São Mateus, no Espírito Santo, e ter divulgado o nome da criança e do hospital onde ela seria atendida para procedimento de aborto.

Os promotores entendem que a divulgação de vídeo em rede social  expôs a menina e incitou manifestantes contrários ao aborto a protestarem em frente ao hospital, o Cisam (Centro Integrado Amaury de Medeiros), no Recife. A justiça entendeu esta atitude de Sara como uma ação “em frontal ofensa à legislação protetiva da criança e do adolescente”.

De acordo com o MP, o valor da indenização, será revertido ao Fundo Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente. “A conduta no ambiente cibernético violou o dever, previsto constitucionalmente, “da sociedade assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito […] à dignidade, ao respeito (..)”, disseram os procuradores.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.