Metrô de SP afasta seguranças que agrediram adolescente negro

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Reprodução Twitter

Após serem flagrados agredindo de maneira truculenta com um jovem negro, de 14 anos, os três agentes de segurança do metrô de São Paulo envolvidos no caso foram afastados de suas funções. A agressão contra o menor de idade aconteceu no último domingo (08), na estação Tamanduateí (zona leste).

De acordo com a assessoria de imprensa do Metrô, “os funcionários envolvidos na ocorrência foram afastados enquanto o fato está sendo apurado.”

Nas imagens que circularam na internet, é possível ver como os três agentes utilizaram de força bruta para ‘conter’ o jovem. Eles seguram o garoto com força, torcem o braço dele e dão um mata-leão, antes de jogá-lo ao chão. O menino chora, pede socorro e parece ter dificuldades para respirar.

Durante o vídeo testemunhas gritam “Ele não roubou ninguém”, mas mesmo assim os agentes continuam a machucar o adolescente e acabam por jogar o menino no chão. As pessoas pedem para que os seguranças parem com as agressões, mas de acordo com testemunhas quanto mais os pedidos aumentavam, mais os agentes ficavam agressivos.

Segundo o metrô, uma usuária alertou aos agentes sobre um menor “em atitude suspeita”. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública, da gestão João Dória (PSDB), afirmou que o adolescente entregava papéis com pedidos de ajuda a passageiros em um vagão, quando foi abordado por seguranças, que o acusam de furtar passageiros.  Ainda de acordo com a secretaria, o menor reagiu à abordagem. Nenhum objeto foi encontrado com o adolescente e nenhuma suposta vítima localizada, disse a pasta. 

O caso é investigado pela 56º Distrito Policial (Vila Alpina). Foram solicitadas pela unidade as imagens da câmeras de segurança. O jovem agredido foi encaminhado para o exame de corpo de delito. O caso foi registrado como lesão corporal, abuso de autoridade e racismo.


APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.