Liga Francesa decide não punir por racismo zagueiro que chamou Neymar de macaco

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Por falta de evidências, a Liga francesa de Futebol decidiu não punir Álvaro González e Neymar após acusação de racismo. Após reunião na última quarta-feira (30) o comitê disciplinar da Liga decidiu que as provas não foram suficientemente convincentes para determinar qualquer pena.

“Após examinar o caso, ouvindo os jogadores e também os representantes dos clubes, a comissão nota que não há evidência suficiente que permita o estabelecimento da materialidade dos fatos de discriminação racista de Álvaro González contra Neymar, ou de Neymar contra Álvaro González. Consequentemente, a comissão decide que não há nenhuma punição”, informou o comunicado.

A troca de ofensas aconteceu na partida entre PSG e Olympique de Marseille, pela 3ª rodada do Campeonato Francês. No jogo o zagueir Álvaro González chamou Neymar de “macaco”, mas a arbitragem nada fez. No fim da partida, o brasileiro chamou o zagueiro espanhol de racista, houve confusão e Neymar foi expulso após dar um tapa na cabeça do rival.

Álvaro González negou as acusações de racismo e chegou a postar uma foto com colegas negros na tentativa de se defender.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.