Jovem com deficiência intelectual é solto após 20 dias preso injustamente em SP

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Marcos Vinícius Souza dos Santos, de 19 anos, preso no dia 3 de fevereiro acusado injustamente de assalto à mão armada, foi solto nesta quarta-feira (24). A liberdade do jovem veio após a vítima que o acusou voltou atrás e disse que não tinha mais convicção se o jovem o assaltou. O caso aconteceu em Diadema, na Grande SP.

Logo após a vítima mudar seu depoimento a Justiça ordenou que o rapaz fosse libertado nesta quarta (24). Marcos Vinícius  ficou mais de 20 dias detido em dois presídios, na capital e na Grande São Paulo.

O jovem foi preso sob suspeita de ter usado uma pistola para assaltar um motorista de aplicativo no dia 03 de fevereiro. Outros dois adolescentes, com armas de brinquedo, também foram detidos como suspeitos pelo roubo.

“A mente dele é compatível com a de uma criança de 8 anos de idade”

alegou a advogada Michelle de Barros Padilha Magarotto, que defende Marcos

Marcos, que tem laudos médicos que comprovam que ele tem um atraso intelectual para aprender ou realizar tarefas simples, ficou em silêncio quando foi interrogado pela polícia sobre o assalto.

Na delegacia, a vítima reconheceu Marcos e os dois garotos como os assaltantes que roubaram seu relógio, R$ 20 e uma aliança em Diadema, na Grande São Paulo. Os bens não foram recuperados. As armas usadas no crime não foram localizadas.

Os outros dois jovens suspeitos do roubo são menores de 18 anos e estão internados numa das unidades da Fundação Casa, onde cumprem medidas socioeducativas.

Mesmo solto, Marcos continua respondendo ao processo pelo assalto. Isso porque ele foi indiciado pela Polícia Civil pelo roubo. Além do mais, o Ministério Público o denunciou pelo crime e a Justiça concordou, o tornando réu no processo.

Fonte: G1

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.