Iniciativa Impactando Vidas Negras visa auxiliar 100 mães solos e afroempreendedores

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A iniciativa Impactando Vidas Negras, realizada pelo Movimento Black Money (MBM), chega à sua segunda edição e busca auxiliar, ao menos, 100 famílias em até 3 meses, com transferência direta do valor arrecadado. O projeto tem como objetivo abraçar mães solos e afroempreendedores por serem os grupos mais afetados pela crise econômica, principalmente, durante a pandemia.

Foto: Getty Images

Segundo Nina Silva, fundadora do MBM, a ação foi criada por entender os perigos com a saúde e o efeito econômico negativo que o coronavírus trouxe e deixará nesses grupos, que não são devidamente assistidos. “O vírus ataca sem discriminação a toda população, porém, é evidente que há discriminação no acesso ao tratamento da doença e a cor dessa distinção é preta. A população negra brasileira é a mais pobre, tem o menor acesso a direitos básicos e, no mercado de trabalho, é a que mais sofre com o desemprego, sendo 71% das pessoas que perderam o emprego em 2020. Sabemos também que os afroempreendedores são os mais impactados com a pandemia e tiveram maior taxa de crédito negado”, afirma Nina em vídeo de divulgação da campanha.

Leia também: Afroempreendedores enfrentam maiores dificuldades ao abrir um negócio, aponta estudo

A pesquisa “O impacto da pandemia do coronavírus nos pequenos negócio”, realizado pelo  do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em 2021, identificou que 68% dos empreendedores brasileiros são negros, destes 41% são mulheres e 77% tem o lucro da empresa como unica fonte de renda. Ainda segundo a pesquisa, os afroempreendedores são os mais endividados e tiveram maior perda de faturamento devido a pandemia quando comparados com empreendedores brancos. Além disso, 24% dos empresários negros tiveram o pedido de credito negado, enquanto 36% dos brancos conseguiram ter sua solicitação de empréstimo aceita.

Na primeira edição do Impactando Vidas Negras, realizada no início de 2020, mais de 400 famílias foram auxiliadas com R$ 600,00 por 3 meses. De acordo com Nina,  neste ano, existem três metas a serem batidas, a primeira é de R$ 20.000,00 e ao chegar nela o valor de R$ 140,00 será distribuído por 1 mês, o segundo objetivo é R$ 50.000,00, que ajudará com doações de R$ 185,00 e, alcançando de R$ 50.000,00 a R$ 75.000,00, a ajuda de custo será de R$ 200,00 para as 100 ou mais famílias que estão no banco de dados do Movimento Black Money e ainda estão em situação de vulnerabilidade. Além disso, para cada 1 real arrecadado, o Fundo Todo Cuidado Conta irá doar mais R$1,00 até ser alcançada à meta de R$50.000,00.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.