Filme que retrata a vitória do Flamengo na Libertadores de 2019 vence festival internacional

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A decisão de viajar para ver a final da Libertadores, após o primeiro jogo da semifinal, quando o Flamengo empatou com o Grêmio, em Porto Alegre, foi o que resultou no documentário “Catarse”, eleito o melhor curta do Cinefoot 2020, um dos maiores festivais de cinema esportivo do mundo.

Daniel Brunet é o diretor e idealizador do filme que retrata o que a torcida do Flamengo sentiu nos momentos que antecederam o bicampeonato da Libertadores, em Lima, no Peru, em 2019.

“Quando a viagem foi se aproximando, eu me perguntei: por que não aproveito e faço um documentário em Lima? Aí, levei a minha câmera com a ideia de filmar como seria ‘O dia mais feliz de nossas vidas’”, comentou Daniel sobre como surgiu a ideia de produzir o filme.


A vitória de virada do Flamengo em cima do River Plate por 2 a 1 fez a nação rubro-negra soltar o grito de campeão da competição continental após 38 anos. Em 23 de novembro de 1981 o Flamengo estava conquistando o primeiro título da Libertadores.

O nome do filme “Catarse” surgiu naturalmente. Brunet conta que a palavra expressa uma sensação de libertação quando a pessoa vivencia momentos que a fazem revelar todas as emoções reprimidas. Mesmo que os 38 anos sem vencer a Libertadores tivessem gerado frustrações e o medo das eliminações, os torcedores ainda carregavam muita esperança e amor.


“Catarse” concorreu com 38 filmes, entre nacionais e estrangeiros, sendo premiado na categoria mais disputada do festival Cinefoot: a Mostra Competitiva Internacional de Curta-Metragem. “Chorei por ver todo o esforço, meu e dos que ajudaram a fazer o filme, sendo reconhecido em um festival internacional”, falou Daniel Brunet sobre a vitória.

A produção feita de forma independente, segundo o idealizador, “feita com raça, amor e paixão” tem a previsão de ser exibida em algumas sessões para torcedores, tendo a possibilidade de passar por algumas capitais do país, mas até janeiro de 2021 o filme também será disponibilizado no canal Mais Nação, no Youtube, de maneira gratuita.


Ficha técnica:
Direção e roteiro: Daniel Brunet
Montagem: Renato Arruda e Daniel Brunet
Câmeras: Daniel Brunet, Erika Rodrigues, Fernando Moraes, Genilson Júnior, Rafael
Agra, Samir Pinto e Camilo Coelho.
Direção de arte: Sandro Mesquita
Trilha sonora e edição de som: Well Reis
Colorista: Tomás Magariños

APOIO-SITE-PICPAY

Victória Henrique

Victória Henrique é estudante de Jornalismo pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Durante um ano foi apresentadora de um programa sobre educação no YouTube da Mídia NINJA e hoje é colaboradora do Notícia Preta e colunista da Mídia NINJA. Pela UFF, pesquisa experiências em rede, com foco na atuação de mídias independentes no Brasil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.