Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul completa 15 anos

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Memória, incentivo, visibilidade. Essas são as propostas do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul, que completa 15 anos em 2022. Criado pelo saudoso diretor e ator Zózimo Bulbul, o evento comemora os 15 anos já de olhos – e câmeras – voltados para os próximos 15.

Até outubro, quando o encontro acontece, haverá várias atividades promovidas pelo Centro Afro Carioca de Cinema, dirigido por Biza Vianna, companheira de Zózimo. Entre elas, estão mostras de filmes temáticos, sarau, lançamento do acervo do Zózimo e exibição de filmes que que tiveram destaque em edições anteriores, além dos dirigidos por ele e outros escolhidos em curadorias assinadas pelo diretor.

Zózimo criou o Encontro de Cinema Negro – Foto: Acervo Cinelatino

“Os 15 anos do Encontro de Cinema Negro serão uma grande celebração, mas principalmente a divulgação de uma ação política, que demonstra o êxito de resistência desde sua criação por Zózimo Bulbul, que fez do Encontro de Cinema Negro um projeto de vida orgânico que nasceu naturalmente. Este evento é fruto de muitas conquistas, mas também de muitas lutas em decorrência da invisibilidade da cultura negra na sociedade brasileira e da falta de espaço para o protagonismo negro em todos os segmentos do audiovisual, gerados pelo racismo estrutural que ainda vivemos em nosso país”, observa Biza Vianna.

O Encontro do Cinema Negro Zózimo Bulbul tem por finalidade a promoção da cultura afro-brasileira e de seus artistas, além de elaborar projetos e ações que visem à realização permanente de atividades culturais. Seu foco é a valorização das produções cinematográficas brasileira, africana e caribenha, como um ato social de transmissão de sabedoria, formação técnica e artística, profissionalização e inclusão no mercado de trabalho.

“Fazer parte do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul é um grande orgulho e responsabilidade. E neste ano de 2022, completamos 15 anos de muita história! Fico extremamente honrado de estar junto da equipe deste evento tão importante pro Brasil e pro mundo. Ver a crescente do legado deixado por Zózimo é a certeza que estamos no caminho certo. Vida longa ao Encontro de Cinema Negro. Zózimo Bulbul, presente!” , destaca Vitor José, sobrinho neto de Zózimo.

Leia também: Novo filme com Viola Davis conta história das Amazonas como mulheres negras guerreiras

Zózimo Iniciou sua carreira em meados dos anos 1960, Zózimo Bulbul e despontou como ator nos anos áureos do Cinema Novo, tendo atuado em filmes muito importantes na história do Cinema Brasileiro e trabalhado com grandes diretores, com Glauber Rocha, Leon Hirszman, Cacá Diegues e Antunes Filho. Zózimo trabalhou em aproximadamente 30 filmes como ator e foi o primeiro protagonista negro de uma novela brasileira, fazendo par romântico com Leila Diniz em “Vidas em conflito”, de 1969, na extinta TV Excelsior.

Foto: Divulgação

Insatisfeito com a condição reservada aos negros nas telas decidiu escrever e dirigir seus próprios filmes. Em 1974, dirigiu o curta-metragem em preto e branco “Alma no olho”, considerado uma das melhores obras da cinematografia afrodescendente. Em 1988, lançou o longa-metragem “Abolição”, que propunha uma reflexão crítica sobre a então comemoração dos 100 anos da abolição da escravatura. Dirigiu também inúmeros curtas, sempre com um olhar para o negro na sociedade brasileira: “Aniceto do Império” (1981), “Samba no trem” (2000), “Pequena África” (2002), entre outros.

“Que alegria chegar aos 15 anos do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul, esse evento que é um marco histórico, ancestral e de referência no Brasil, em África e no Mundo. Evento que lançou e lança, muitos realizadores pretos e que serviu de inspiração para as mostras de filmes pretos espalhados no Brasil. Zózimo fez história, deixou um legado e abriu todas, eu disse TODAS as portas para as pessoas pretas no audiovisual. Fazer parte desse processo por 08 anos, me faz ter mais respeito e honra a todos os meus ancestrais vivos e os que já fizeram a passagem…Zózimo Bulbul, presente!”, comemora Clarisse Miranda.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor do Notícia Preta.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.