Em ano eleitoral, Câmara dos Deputados aprova audiência pública para debater “Barbie Transexual”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (2) um requerimento para a realização de uma audiência pública para debater a versão transexual da boneca Barbie, apresentada em maio deste ano pela fabricante Mattel, em homenagem à atriz norte-americana Laverne Cox.

A nova versão de Barbie é inspirada em Laverne Cox – Foto: Reprodução

O requerimento foi apresentado pelo deputado Otoni de Paula (MDB-RJ) e subscrito pelo deputado Pastor Sargento Isidório (Avante-BA). Na justificativa, o parlamentar diz que o intuito da audiência é “debater implicações psicossociais em crianças da boneca Barbie trans”.

Durante a reunião que aprovou simbolicamente a audiência pública, Pastor Isidório disse que é um absurdo o país, “com tanta coisa séria para cuidar, resolver querer fazer fantasia, prejudicando as nossas crianças”. O pastor parlamentar completou. “Esse povo ainda não entendeu que o sexo das pessoas vem dentro da perna, entre as pernas, e os médicos anunciam quando olham, quando tira [sic] a criança. Fora disso é procedência maligna”.

Leia também: Ludmilla concorre como Melhor Artista Internacional no BET 2022

Para a deputada Vivi Reis (Psol-AL), a audiência pública é uma forma de criar uma “cortina de fumaça” sobre os problemas do país. “Tentaram, há um tempo, falar de mamadeira de piroca, de kit gay, e agora vem com a história da Barbie com órgão genital para querer desviar a atenção dos reais problemas do país. Não existe órgão genital de bonecos. Querer falar isso é distorcer a discussão, é querer trazer para essa comissão um debate sem fundamento”, critica.

“Não gostou da Barbie que tem órgão sexual masculino? É só tu não comprar a boneca. Deixa livre para quem quer comprar a boneca”, finaliza.

A nova versão da Barbie homenageia a atriz Laverne Cox, mulher transgênero negra que já atuou em séries como “Inventando Anna’‘ e “Orange Is the New Black”.

APOIO-SITE-PICPAY

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.