Designer carioca cria loja voltada para o público LGBTQI+ após amigos serem vítimas de homofobia

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Loja Mãos Dadas

Neste domingo é comemorado (28) o Dia do Orgulho LGBTQI+ em todo o mundo. E é nesta mesma data que acontece o relançamento da marca Mãos Dadas do designer Roni Gomes. A coleção inclui camisetas, almofadas, meias, leggings, azulejos, bottoms e chaveiros.

O nome da marca foi inspirado em uma história de homofobia vivido por dois amigos do designer que foram atacados enquanto passeavam de mãos dadas pelas ruas. A partir deste episódio, Roni, em parceria com um amigo publicitário, decidiram que o Mãos Dadas seria uma marca de acolhimento e de identificação para o público LGBTQI+. “Nós pensamos que o Mãos Dadas seria uma ferramenta catalisadora de orgulho, que as pessoas possam usar como ferramenta de combate a opressão”, define Roni.

Após um hiato por motivos financeiros e agora atuando sozinho no projeto, a marca Mãos Dadas reestreia por meio da plataforma Collab 55, que apoia designers independentes e cuida de todo o processo de venda e entrega dos produtos. 

Durante o bate-papo com o Notícia Preta, Roni ressaltou a importância do lançamento no Dia do Orgulho LGBTQI+. “É muito emblemático lançar (a coleção) no dia do Orgulho, por que é um dia que marca essa força, essa vontade de lutar e mostrar o nosso amor”, afirma ele, que também produziu e assinou o ensaio fotográfico da coleção.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.