Da Cidade de Deus para o mundo: Davi Brito, de 11 anos, faz ensaio inspirado em menina afegã 

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O menino Davi Gonçalves da Rocha Brito, de 11 anos, realizou um novo ensaio fotográfico batizado de “National Rio”, fazendo uma releitura da famosa foto da “Menina afegã”, imortalizada na capa da revista National Geographic em 1985. O trabalho pretende mostrar o olhar da cidade do Rio de Janeiro por meio do garoto de olhar expressivo e verdes. Descoberto na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, Davi foi revelado pela ONG Nóiz, que fez um ensaio fotográfico com ele no início do mês passado. As fotos chamaram atenção na internet e com isso ele logo assinou contrato com uma agência de modelos.

O menino Davi Brito. Foto: Reprodução Redes Sociais

A ideia do ensaio partiu da produtora Mariana Revelles, que realizou o primeiro trabalho profissional de Davi. Após ter contato com o menino, ela falou com responsável, André Melo, sobre a possibilidade de um ensaio refazendo a famosa foto com a qual o menino foi comparado. O nome “National Rio” é para simbolizar a inocência e a beleza das crianças em meio aos problemas da cidade do Rio de Janeiro, assim como a afegã se tornou um símbolo de seu país em meio à guerra. “Fiz o primeiro trabalho do Davi e, antes disso, tinha visto a matéria dele. Quando o vi, foi uma surpresa. Pensei: “que menino lindo”. Na matéria, vi a foto da National Geographic e pensei em fazer uma releitura daquela imagem e marcar esse momento para ele. Procurei o André para reproduzirmos, mas que fosse de uma forma muito espontânea. Eu queria que ele participasse do processo. Ele me ajudou a pintar o cenário de fundo, curtiu, se divertiu.”, contou Mariana, em entrevista ao EXTRA. 

Leia também: “Queriam alisar meu cabelo para me encaixar no padrão”, diz modelo da Cidade de Deus que desfilou em Londres

De acordo com a reportagem, Davi chegou retraído ao local do ensaio, mas ao ver que teria de pintar o cenário junto com a produtora, o lado criança falou mais alto e ele se divertiu no set. Foi a chave para logo em seguida entrar no personagem e seguir as orientações dos fotógrafos, o que resultou em uma recompensa. “Foi legal, ganhei um kit de pintura para poder pintar mais em casa. A gente teve de pintar tudo, pude brincar e me divertir bastante. Curti muito.”, disse o menino. 

Vale lembrar que quando foi retratada pelo fotógrafo americano Steve McCurry nos anos 80, Sharbat Gula tinha 12 anos e era órfã desde os 6. Refugiada no Paquistão, ela escapou da guerra em sua terra natal. Na imagem que correu o mundo, ela parecia exprimir, através de belos olhos verdes, toda a dureza de uma rotina vivida ainda na infância.  

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.