Cuidadora manda currículo para asilo e é hostilizada por erros gramaticais em mensagens

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Em busca de uma oportunidade de trabalho, a cuidadora Cristiane Barros, 43, enviou seu currículo para um asilo em Sorocaba (SP) no último dia 14 e foi hostilizada por uma atendente por conta das mensagens com erros de português. Prints das mensagens de WhatsApp foram enviados ao portal G1, mas o asilo afirmou não ter ciência do ocorrido.

Nas mensagens, a cuidadora é humilhada por um colaborador do asilo – Foto: Reprodução G1

Segundo Cristiane, um amigo lhe informou sobre o processo de seleção da clínica e ela decidiu fazer uma tentativa. Assim que enviou seus documentos, a atendente já começou a humilhá-la

Leia também:Empresa quer contratar cuidadoras de idosos que “não sejam negras e gordas”

Uma das respostas da atendente, reveladas nos prints, recomenda que ela faça um curso de português e sugere que por isso ela “não arrumava trabalho”. Em alguns momentos da conversa, a atendente a corrige dizendo: “Não existe agente, é a gente“. Cristiane diz ter se sentido muito mal e constata: “É muito triste pensar que existem pessoas assim, principalmente trabalhando com idosos. Fiquei chateada, porque não sou uma pessoa do mal. Fiz o curso, estou procurando emprego e batalhando por isso. Eu errei, alguns deles foram o corretor e não consegui arrumar. Foi sem querer“. Além disso, a cuidadora diz ter pedido desculpas e, ao mandar novas mensagens, teve seu número bloqueado pela clínica.

A clínica diz lamentar o ocorrido e afirma não compactuar com a atitude da atendente. Embora tenha informado que vai apurar o ocorrido internamente, até o momento não identificou nenhum funcionário emissor das mensagens. Em nota, a instituição declara que “continuará as investigações internas e, caso algum prestador de serviços tenha realizado a conduta em nome da empresa, adotaremos as medidas corretivas necessárias”, escreveu.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.