Coronavírus: Beyoncé doa 6 milhões de dólares para ajudar trabalhadores durante pandemia

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Através de sua organização de projetos sociais, o BeyGOOD, a cantora Beyoncé anunciou, nesta quinta-feira (23), a doação de 6 milhões de dólares a organizações que promovem serviços de bem-estar mental e pessoal para trabalhadores na linha de frente do combate à COVID-19. A doação será feita em parceria com projeto Start Small de Jack Dorsey, um dos fundadores do Twitter.

“O BeyGOOD reconhece a imensa sobrecarga na saúde pessoal e mental dos trabalhadores de serviços essenciais durante a pandemia de COVID-19. Em nossas maiores cidades, afro-americanos abrangem um desproporcional número de trabalhadores nestes cargos indispensáveis, e eles precisarão de apoio para saúde mental e cuidados para o bem-estar pessoal, incluindo testes e serviços médicos, suprimentos alimentares, entrega de alimentos, tanto durante como após a crise”, diz a nota publicada no site oficial da cantora.

Na semana passada, durante o especial “One World: Together at Home”, Beyoncé declarou apoio e agradeceu aos trabalhadores que não podem ficar em casa neste período de isolamento social. A cantora também falou sobre como a população negra nos Estados Unidos é a mais afetada pelo novo coronavírus.

O valor doado pela cantora, que equivale a R$ 32,4 milhões, também tem como parceira a UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles). A iniciativa conta ainda a Aliança Nacional em Saúde Mental (NAMI, na sigla em inglês) que oferecerá apoio em Houston, Nova Iorque, Nova Orleans e Detroit. O apoio auxiliará organizações como o United Memorial Medical Center, Bread of Life, Mathew 25, No Kid Hungry, Dia de la Mujer Latina e World Central Kitchen.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.