Betty Faria diz que jovens que aparecem roubando em vídeo são “filhos do Bolsa Família”

betty-faria-1701952665428_v2_900x506.jpg.webp

A atriz Betty Faria postou na sua conta no X (antigo Twitter), nesta quarta-feira (06), que os jovens que aparecem roubando em um vídeo na Zona Sul do Rio de Janeiro, são “os filhos do Bolsa Família que não fez controle de natalidade”. O Bolsa Família é um programa de transferência de renda, que complementa o ganho de pessoas em vulnerabilidade social.

A postagem foi feita fazendo referência a um vídeo que mostra três pessoas sendo assaltadas no bairro. A opinião da atriz causou polêmica e gerou série de comentários entre os internautas. Algumas pessoas comentaram sobre o caso do filho da atriz, que foi alvo de uma investigação do Ministério Público Estadual e da Polícia Civil do Rio de Janeiro, por possíveis vínculos com o tráfico de drogas.

O empresário João de Faria Daniel, é filho de Betty Faria e do diretor Daniel Filho. A operação que ele foi alvo foi deflagrada em 2019, e o filho da atriz era suspeito de obtenção de drogas, como ecstasy e MD, para uma festa de aniversário realizada em uma área de luxo na Zona Sul do Rio.

O ator Tuca Andrada contrapôs a colega de profissão também pela sua conta do X. “Que é que é isso, Betty? Pelo amor de Deus. Como você escreve uma barbaridade dessas num país de famintos?“, escreveu o ator.

Outro comentário colocou a opinião da atriz como elitista: “Que horror Betty. Isso é generalista e preconceituoso. Não cabe mais na sociedade esse tipo de opinião elitista. Com ou sem Bolsa Família o Brasil sempre gerou filhos da pobreza, a maioria segue pelo caminho da honestidade, outros não, por isso mesmo não se deve generalizar“, comentou um internauta.

Justiça com as próprias mãos

Desde o último final de semana, grupos de pessoas que aparecem em vídeos com bastões e soco inglês indo atrás de quem eles consideram infratores da ordem pública, estão agindo no bairro de Copacabana, se autointitulando “justiceiros”.

A partir da ação coordenada pelas sociais, um vendedor ambulante de balas foi agredido, ao ser confundido com um possível bandido. Matheus Almeida conta que foi atacado em um restaurante do bairro, em que estava vendendo balas para um cliente. Em seguida, o garçom do estabelecimento o atacou com socos, sem motivo.

Sou pai de família, trabalho honestamente. Sou trabalhador, todo mundo sabe. Olha como eu me visto, não sou mendigo, não sou crakudo. Eu saí lá de Santa Cruz, tenho uma filha, uma esposa e preciso levar alimentação para casa. Não preciso roubar nada de ninguém. Meu negócio é trabalhar“, disso Matheus em entrevista ao RJ2.

Leia também: Polícia investiga grupo que fez vídeos para caçar pessoas na Zona Sul do Rio

Thayan Mina

Thayan Mina

Thayan Mina, graduando em jornalismo pela UERJ, é músico e sambista.

Deixe uma resposta

scroll to top