Babu Santana é homenageado em música do rapper Baco Exu do Blues

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Nesta segunda-feira (30), o rapper Bacu Exu do Blues lançou o seu mais novo EP “Não Tem Bacanal na Quarentena”. O projeto tem nove musicas e uma delas – ”A Tropa do Babu” – foi inspirada no ator Babu Santana, que é o único homem negro participante da 20ª edição do Big Brother Brasil.

No refrão, a música diz: “todos os meus manos são preto. Tropa do Babu tudo preto. Olha, meu irmão, vim do gueto”.

Desde os primeiros dias de programa, Babu tem sofrido no reality show por ser tratado por alguns membros da casa como um ”monstro, um cara grosseiro”. Por muitas vezes, o ator se sentiu excluído e, por isso, chorava por essa solidão.

Para rebater essa solidão do negro, nas últimas linhas, a letra da canção, que também teve a participação do produtor e cantor Dactes fala: ‘‘Quando eu passo finge que não vê, então dou um motivo ‘procê’ se esconder. Por que é difícil vê um preto crescer? Eu cansei de ensinar, mas vão ter que aprender. Vou fazer isso render fácil. Quero ver meus pivas tudo bem pra mim”.

O ator Babu Santana postou essa arte agradecendo o rapper Baco Exu do Blues. Foto: reprodução/ instagram

Nas redes sociais do ator Babu Santana, foram publicados mensagens de agradecimento pela homenagem do rapper Baco:

“Uma homenagem dessas, bicho… Sem palavras é pouco! Todo team Babu emocionado com a música. “Só quem vive, sabe! Só quem é preto, só quem é periferia, favela! Se liga nesse som!!!! E segura nas suas convicções e vamos juntos.”, afirma ainda a equipe de Babu, que adaptou a imagem do disco com uma foto do confinado.

O cantor Baco disse que o Ep foi feito em apenas três dias em seu próprio estúdio em casa. O nome do álbum – “Não Tem Bacanal na Quarentena” – é uma referência a pandemia do novo coronavírus, que tem feito o mundo ficar em isolamento social.


APOIO-SITE-PICPAY

Thiago Augustto

Um filho negro adotado. Thiago Augustto faz questão de marcar sua existência pela raça e pela oportunidade de viver. Transformou o tabu da adoção num grande motivo de orgulho. É criador de conteúdo e palestrante. Se formou em jornalismo em 2014, desde então, trabalha na TV Globo Recife, atuando como produtor e repórter. No Notícia Preta, é editor e coordena os colaboradores das regiões norte e nordeste. Em 2021, criou o Futuro Black - um banco de talentos e de fontes profissionais pretas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.