Após ofensas racistas, Corpo de Bombeiros investiga caso da atriz Cacau Protásio

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após ofensas racista contra a atriz Cacau Protásio, a chamando de “aquela gorda, Preta” o Corpo de Bombeiros do Rio se Janeiro decidiu abrir um procedimento interno para descobrir de onde partiu as ofensas.

Ainda de acordo com a corporação, o Corpo de Bombeiros não compactua com qualquer ato discriminatório. “O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) informa que não compactua com qualquer ato discriminatório. A corporação se solidariza com a atriz Cacau Protásio e já abriu procedimento interno para identificar o(s) militar(es) e apurar a conduta”, diz a nota.

Vídeo publicado pela atriz depois das ofensas – Crédito: Cacau Protásio

Em vídeo na sua rede social, a atriz questiona “como uma pessoa que veste uma farda tão linda tem essa postura? Como posso dizer que ele salva vidas, que ele faz o amor, tendo essa postura e falando tanta coisa horrorosa, tanta coisa feia, ofendendo? Eu respeito e acho que eles têm o direito de gostar ou não gostar. Mas eles tinham que perguntar primeiro. O mal da gente é primeiro julgar e jogar pedra, pra depois saber o que era e falar que não era algo tão ruim. Só estou aqui pra dizer que racismo é crime. Isso não se faz”, desabafou.

Entenda o Caso

A atriz Cacau Protásio estava gravando cenas do seu filme Juntos e Enrolados, no Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, no último domingo (24), onde faz a personagem Diana, uma bombeiro sargento. Durante a cena, a personagem está dançando no pátio da corporação. Um bombeiro gravou essa sequência e espalhou um vídeo e um áudio agredindo a atriz. “Aquela negra, gorda, filha da puta, com aquela cambada de viado”. Cacau esclarece que teve autorização para gravação da cena no local, além da assessoria da corporação. 

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

3 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.