Amazonas: moradores desenterram frango em lixão para comer

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Cinco toneladas de frango foram apreendidas pela Agência de Defesa Agropecuária do Amazonas (ADAF), na última quarta-feira (12), na barreira fiscal de Humaitá, no interior do Amazonas. A barreira fiscal solicitou à prefeitura de Humaitá que enterrasse as cinco toneladas em um lixão. A vala foi aberta e o serviço foi feito.

Vídeo mostra moradores escavando o lixão em busca de carne – Créditos: Reprodução / Rondônia Ao Vivo

Os moradores da região souberam da notícia do “depósito de carne” e, pelas redes sociais, a informação espalhou. Famílias se dirigiram ao lixão para desenterrar a carga e e usá-la para consumo próprio. Em um vídeo que circula nas redes sociais, nota-se pessoas utilizando ferramentas para escavar o chão e retirar os pacotes de frango.

Leia também: “Nenhum vírus que mata pessoas é bem-vindo”, diz especialista da OMS em resposta a Bolsonaro

Segundo informações da ADAF, a carga estava sem nota fiscal e sem refrigeração adequada para consumo. Em nota, a Vigilância Sanitária de Humaitá alertou que a carne imprópria para o consumo pode causar alguns sintomas como náuseas, diarreias, dores de cabeça, febre e vômitos. O Hospital Regional de Humaitá emitiu um comunicado dizendo que está em alerta para o caso de um surto de infecção alimentar.

A carga de frangos saiu de Rondônia, com destino à Canutama, também no interior do Amazonas.

APOIO-SITE-PICPAY

3 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.