A esposa do ex-goleiro Aranha pede orações ao marido que está internado com Covid na UTI

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Desde o último sábado (5), o ex-goleiro Aranha está internado com Covid-19 na UTI do Hospital Samuel Libânio, em Pouso Alegre (MG). O ex-atleta não precisou ser intubado e, segundo sua assessoria de imprensa, o ex-atleta reage bem ao tratamento.

“Peço oração, o Aranha é guerreiro, tenho muita fé que logo ele vai estar em casa de volta”, disse a esposa de Aranha, Juliana Aquino, por áudio enviado ao portal G1 por familiares.

“Venho agradecer a corrente de oração de todos os amigos, todas aquelas pessoas que sempre admiraram o Aranha. Em especial o nosso agradecimento à toda equipe de enfermagem, equipe médica e equipe do Hospital Samuel Libânio em Pouso Alegre. Muito obrigado a todos, muita fé. Se cuidem todos, essa Covid não é brincadeira, se cuidem todos”, completou.

Casos de racismo na carreira de Aranha

Aranha já passou por clubes como Ponte Preta, Atlético-MG, Santos, Palmeiras, Joinville e encerrou a carreira no Avaí, em 2018. O ex-goleiro foi campeão da Copa Libertadores em 2011 pelo Santos e da Recopa Sul-americana em 2012. Em 2015, conquistou a Copa do Brasil pelo Palmeiras.

Um caso de racismo, entretanto, marcou a carreira de Aranha em 2014, quando ele jogava pelo Santos. Em um jogo na Arena do Grêmio, em um jogo do Peixe como visitante no Sul, o atleta foi chamado de ‘macaco’. Os insultos foram flagrados pelas câmeras e repercutiram por todo o país.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.