‘Estão tentando pressionar’, diz defesa de viúva de Beto após Carrefour depositar R$ 1,1 milhão sem acordo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A defesa de Milena Borges Alves, viúva de João Alberto, morto após ser agredido por seguranças no estacionamento de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre, classificou como uma forma de pressão o depósito R$ 1,1 milhão feito pela rede sem o acordo de Milena. Seis pessoas se tornaram réus pelo crime, e dois seguranças seguem presos.

“Estão tentando pressionar. Mas a meu ver é um tiro no pé”, analisa Carlos Barata, um dos advogados da viúva. As negociações foram encerradas em 24 de março, quando Milena recusou R$ 1 milhão — ela pedia R$ 5 milhões.

“Se houve o depósito, é um absurdo. O Carrefour acha que pode fazer o que com a vida dos outros? Querem empurrar goela abaixo. É mais uma bizarrice do Carrefour. Não tem acordo (extrajudicial) com eles. É uma cartada extremamente arriscada. Se depositaram esse valor, vamos devolver”, observa o advogado Hamilton Ribeiro, que também defende Milene.

Beto e Milene – Foto: arquivo pessoal

Leia também: Caso João Alberto: pai não aceita 1ª oferta de indenização do Carrefour no valor de R$ 500 mil

Em nota, divulgada nesta quarta-feira (28), o Carrefour informou que depositou “deliberadamente” a quantia para a viúva. “O depósito foi feito em uma conta criada com a finalidade de consignação extrajudicial para efeito de indenização e já está disponível para Milena, única familiar que ainda estava com a negociação de indenização em aberto”, disse a rede de supermercados.

Ainda em nota, o Carrefour afirmou que a maior parte do valor — R$ 1 milhão — corresponde à soma do patamar máximo por danos morais e materiais fixados pelo STJ (Supremo Tribunal de Justiça). Também foi depositado R$ 100 mil diretamente na conta bancária de Milena para “gastos mais urgentes da viúva”, informou a rede.

A defesa de Milena disse desconhecer o depósito e a conta mencionada.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.