“Sou filho de uma mulher negra e me declaro como não branco”, diz marido de Bela Gil após polêmica

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após se declarar preto em seu cadastro eleitoral e causar polêmica nas redes sociais, o empresário João Paulo Demasi, que está concorrendo a uma vaga de vereador em São Paulo pelo PSOL (Partido Socialismo e Liberdade), publicou uma nota explicando o caso:

O candidato não questionou sua autodeclaração, mas ressaltou que não utiliza os recursos eleitorais destinados a pessoas negras: “Minha campanha não utiliza o Fundo Eleitoral. Não entrei na divisão dos recursos do meu partido e assim, não estou tentando me beneficiar da justa decisão do TSE de dividir proporcionalmente os recursos públicos entre candidatos brancos e não brancos”, disse o candidato em nota.

Nas redes sociais, até o também polêmico Sérgio Camargo atacou o candidato do Psol. O presidente da Fundação Palmares compartilhou um link da matéria publicada aqui no Notícia Preta: “O oportunismo racial dele é um insulto aos negros, que precisam lhe negar o voto. Não importa como “se percebe”, será sempre um BRANCO!

O marido de Bela Gil ressaltou ainda se autodeclarar não branco por sua mãe ser negra: “Como disse antes, sou filho de uma mulher negra, já sofremos com o preconceito e há muitos anos me declaro como não branco. Tenho consciência de que hoje não sofro na pele o racismo estrutural do Brasil e quero fazer desse episódio mais um passo na minha formação sobre o tema”, publicou.

João Paulo disse ainda respeitar a luta do movimento negro: “Face à repercussão, quero dizer que tenho profundo respeito pelo acúmulo dos movimentos negros do Brasil e nunca iria querer me apropriar de suas pautas. As lutas contra o genocídio nas periferias e a desigualdade brutal de cor e raça são urgentes no Brasil.“, disse.

E finaliza: “Sou um ativista das causas do acesso à alimentação saudável, do meio ambiente, da sustentabilidade e da cultura. Gostaria de ajudar a construir em São Paulo projetos articulados de apoio à agroecologia, à alimentação de qualidade nas escolas e hospitais, à mobilidade urbana mais sustentável, à cultura nas periferias“.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

1 Comment

  • Cremilson Bonfim Machado

    (17/11/2021 - 18:07)

    Olá!boa noite eu acho que ele é negro sim , se é filho de uma mulher negra está certo. Achei bonita a atitude que ele teve que muitos não têm coragem de se assumir.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.