Salário dos trabalhadores brasileiros com carteira assinada diminui em dois anos

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O salário médio dos trabalhadores brasileiros contratados em abril deste ano é 9,34% inferior ao valor verificado em janeiro de 2020, já considerando os ajustes pela inflação. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Mesmo com a redução dos salários, a economia brasileira vem gerando mais empregos com carteira assinada. Houve um crescimento de 8,5% em relação a janeiro de 2020 (antes da pandemia). Mas os salários iniciais estão menores. 

salário

LEIA TAMBÉM: Dos 38 milhões de brasileiros que vivem do trabalho informal, 64% são negros

Em janeiro de 2020, o salário médio de contratação era de R$ 1.735,87. Se atualizado pela inflação até abril deste ano, esse valor seria equivalente a R$ 2.102,97. Conforme o Caged, o salário de contratação em abril deste ano foi de R$ 1.906,54. Ou seja, considerando a inflação, o salário de hoje é menor que o do início de 2020.

Pelos dados do Caged, após a forte queda do emprego formal provocada pela pandemia no primeiro semestre de 2020, o estoque de vagas com carteira assinada passou a subir, embora mais pessoas estejam empregadas atualmente, as remunerações estão menores do que se viu antes da pandemia.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.