Rebeca Andrade é favorita ao Prêmio Brasil Olímpico

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) vai premiar, nesta terça-feira (7) os melhores atletas olímpicos do Brasil no ano de 2021 Campeã olímpica e medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio 2020, disputadas este ano devido a pandemia da Covid-19, a ginasta Rebeca Andrade é a grande favorita entre as mulheres.

Rebeca Andrade durante apresentação em Tóquio – Foto: Divulgação / COB

Disputam o título com a ginasta a skatista Rayssa Leal, a Fadinha, e a campeã nas águas abertas, Marcela Cunha. Rebeca, além de campeã olímpica, também conquistou a medalha de prata no Campeonato Mundial de Ginástica Artística, confirmado o excelente resultado no ano.

Já entre os homens, a disputa segue aberta e acirrada entre Isaquias Queiroz, Ítalo Ferreira e Hebert Conceição. Os três conseguiram exatamente o mesmo resultado nas olimpíadas, com o ouro na canoagem (Isaquias), no surf (Ítalo) e no boxe (Hebert). Isaquias Queiroz e Hebert Conceição e Ítalo Ferreira fazem uma disputa (sadia) particular, uma vez que os três representam Estados do Nordeste.

Em meados de novembro deste ano, a ex-ginasta multicampeã mundial e representante brasileira em duas edições dos Jogos Olímpicos, Daiane dos Santos, rasgou elogios à Rebeca Andrade em uma entrevista concedida ao Sport Center. Ela era eu, você, todos nós. Ela é uma nação negra. A primeira medalha de ouro do Mundial de Ginástica é de uma mulher negra, a primeira medalha de ouro olímpica é de uma menina negra. Ver a cor da pele escura no lugar mais alto do pódio serve de exemplo, representação” disse Daiane dos Santos à jornalista Renata Galiotti.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.