OAB exige apuração rigorosa de execução de jovem em BH pela PM

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Minas Gerais vai acompanhar o desenrolar da ação da Polícia Militar de Minas Gerais que terminou com a execução de um jovem de 29 anos, na noite do último sábado (16), na cidade de Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Em nota, a OAB afirma que é a terceira execução em menos de duas semanas e, momentos antes da execução, o homem “clamava pela vida”. “Segundo os moradores, esta execução e outras se deram porque o suposto traficante e outros não ‘pagaram’ os valores de suposta corrupção cobradas e devidas aos policiais”. No vídeo, é possível ver Marcos Vinícius Vieira Couto, de 29 anos, com os braços levantados acima da cabeça.

Segundo William Santos, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB, dois policiais envolvidos no caso foram presos em flagrante e o dirigente sugere que os outros policiais presentes na operação também sejam afastados dos trabalhos. “Eles serão exemplarmente punidos pela Justiça e esperamos que, os envolvidos, sejam excluídos dos quadros da Polícia Militar”, afirma.

Leia também: Justiça nega mandado de segurança apresentado por Gabriel Monteiro

A Polícia Militar afirma que o homem tentou pegar a arma de um dos policiais e, para se defender, os agentes atiraram três vezes nele. O homem chegou a ser encaminhado ao Hospital Municipal de Contagem, mas não resistiu e morreu.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.