“Não quis vacinar, fica em casa”, diz Léo Santana após cancelamento de shows

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após a edição do decreto estadual que reduz o número de público em eventos de 5 mil para 3 mil pessoas, na Bahia, as edições do Baile da Santinha foram canceladas. O texto foi publicado no Diário Oficial do Estado, nesta terça-feira (11). O cantor Leo Santana utilizou o seu perfil nas redes sociais para expor sua opinião com a situação.

Léo Santana cancelou alguns shows por conta da lotação limitada após o decreto – Foto: Divulgação

Em um texto publicado nos Stories do Instagram, o artista disse que os governos precisam, de maneira assertiva, exigir a comprovação da vacinação. “Precisa haver um pacto entre todos nós sobre isso, em todos os lugares de circulação pública”. Ele continuou dizendo que se a pessoa não quer se vacinar, deve ficar em casa. “Não quis se vacinar, fica em casa. O que não dá é para cancelar toda a cultura, eventos e um setor pagar uma conta altíssima que se arrasta por anos”, pontuou o cantor baiano.

Leia também: Com drama e comédia, “Bel-Air” ganha novo trailer

Outras apresentações de Léo Santana também foram canceladas ou adiadas, devido o crescimento da taxa de infecção pelo Coronavírus. Shows privados que aconteceriam durante o período do carnaval na capital baiana também foram cancelados. O motivo é a contaminação de cantores, banda e trabalhadores envolvidos na elaboração dos eventos.

Além disso, artistas como Xanddy, Caetano Veloso, Márcio Victor, Margareth Menezes, Durval Lelys e Tuca Fernandes testaram positivo para Covid-19. Para preencher o espaço que ficou vago com os cancelamentos, Leo Santana informou que vai realizar uma apresentação junto com Tayrone Cigano e João Gomes.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.