Muniz Sodré entra para a Academia Baiana de Letras

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Com mais de 30 livros publicados, entre obras de comunicação, jornalismo e literatura, alguns deles traduzidos em países como Itália, Bélgica, Espanha, Cuba e Argentina, o baiano Muniz Sodré, foi eleito para a Academia Baiana de Letras (ALB). Sodré vai ocupar a cadeira 33, que antes pertencia a Mãe Stella de Oxóssi, falecida em dezembro do ano passado.

“Gente da ALB me disse que o Axé me queria na vaga de Mãe Stella. Assim, aceitei concorrer. Deu certo”, respondeu o intelectual, que comemora a nomeação: “Gostei, claro. Sou baiano, a Academia tem gente muito boa, entre poetas, cineastas, escritores. Sinto-me prestigiado”.

Natural de São Gonçalo dos Campos, Sodré é jornalista, pesquisador e professor doutor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e já foi presidente da Fundação Biblioteca Nacional.

Ele também é capoeirista, aluno do célebre Mestre Bimba, e obá de Xangô do terreiro de candomblé Ilê Axé Opó Afonjá, em Salvador. A cerimônia de posse ainda não tem data para acontecer.

APOIO-SITE-PICPAY

Lídia Michelle Azevedo

Formada em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRJ, em 2009, já passou pelas redações do Jornal dos Sports, Assessoria de Imprensa do IBDD (Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiencia) Revista Ferroviária, Expresso, Extra, Canal A e atualmente está na assessoria de comunicação da Fundação Cecierj.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.