Motorista particular denuncia taxista por injúria racial em BH

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um motorista particular, de 51 anos, denunciou um taxista por injúria racial, em Belo Horizonte. De acordo com a vítima, durante um desentendimento no trânsito, ele foi chamado de “crioulo roda dura”.

Foto: Elcio Martins Gomes

Segundo a Polícia Militar (PM), Elcio Martins Gomes relatou que saía de um supermercado na rua do Ouro, no bairro Serra, Região Centro-Sul da capital, quando um táxi começou a buzinar continuamente e proferir ofensas a ele, na última quarta-feira (18). Antes, de sair do local o suspeito teria batido de propósito no carro da vítima.

“Eu creio que não vai ser a primeira nem a última vez. Essa injúria racial acontece desde que eu era menino. Eu não me assusto com isso, porque já acontece há muito tempo. Eu não aceito é a falta de respeito. Isso é uma questão de direito. Eu passo para as minhas duas filhas que temos que ser fortes. Não me abalou, mas me ensinou a resistir mais. Não quero que aconteça comigo nem com as outras pessoas. Injúria racial temos que levar a sério”, disse Elcio em entrevista ao G1.

Leia também: Mulher chama pai e filho de ‘negrada do inferno’ e chuta PM ao ser presa por injúria racial no DF

Mesmo após a Polícia ouvir o depoimento da vítima, o suspeito foi liberado após assinatura de termo circunstanciado, em que se comprometeu a comparecer ao Juizado Especial Criminal de Belo Horizonte, já que, conforme o boletim de ocorrência, trata-se de crime de menor potencial ofensivo, “de competência dos juizados especiais cíveis e criminais, conforme previsto na Lei 9.099, de 26 de setembro de 1995”

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.