Mocidade Unida da Cidade de Deus realiza oficinas celebrando o Dia da Favela

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Departamento infantil da Mocidade Unida da Cidade de Deus, realizará oficinas gratuitas que geram renda para a população, em comemoração ao Dia da Favela.  As inscrições estão abertas e as oficinas serão realizadas até o próximo carnaval.

Passistas da Escola – Foto: Redes Sociais

Elaine Raymundo, diretora do departamento infantil da Mocidade Unida da Cidade de Deus, comenta que diante do contexto pandêmico, as dificuldades que a população passa se agravaram e muitas organizações realizam atividades que geram rendam para a profissionalização. “Começamos as oficinas na Mocidade para as passistas e aderecistas com o objetivo de profissionalizar essas pessoas que precisam adquirir uma renda. Com isso, elas têm oportunidades de trabalhar dentro da escola e em outras escolas também. O Carnaval movimenta a economia, gerando oportunidades de trabalho e a escola contribui auxiliando com essa formação gratuita. Brevemente estarão abertas as inscrições para os cursos infantis”, explica Elaine, ao Notícia Preta. 

Leia também: CUFA realiza programação nacional em homenagem ao Dia da Favela

Confira a programação

  • Serviço: Inscrições de segunda a sexta das 11h às16h na secretaria da escola de samba 
  • Oficina Passista: duração até o carnaval de 2022 – todas as quintas às 20h até 21:30h (oficina já começou)
  • Oficina Aderecistas: duração até janeiro – terças e quintas às 10h até 12h (inicio das aulas terça dia 9 às 10h) 
    As inscrições estão abertas sem previsão de encerramento.

Celso Athayde, Executivo Social, ativista, escritor, fundador da Central Única das Favelas (Cufa) e Diretor Executivo da Favela Holding, conta que “favela” era no nome da planta originária da região de Canudos, na Bahia, e o Morro da Providência foi o local escolhido para abrigar os combatentes sobreviventes do massacre realizado pelo Exército brasileiro no povoado de Canudos, disse ele em entrevista ao Portal EBC.

Desde 1900, o dia 4 de novembro é reconhecido internacionalmente como o Dia da Favela, uma vez que foi a primeira vez que o termo “favela” apareceu em um documento oficial. O termo foi utilizado pela primeira vez, no Rio de Janeiro, pelo então delegado da 10º Circunscrição e o chefe da Polícia da época, Enéas Galvão, redigiu um documento se referindo ao Morro da Providência como “favela”. Hoje a Providência é considerada a primeira favela do Brasil.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.