Médica ‘receita’ influenciadores negros para ajudar jovem em depressão

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma prescrição diferente: youtubers e autores negros para se enxergar além. Foi esse o tratamento complementar que a médica Julia Rocha “receitou” a um jovem negro e gay diagnosticado com depressão. Em Minas Gerais, a especialista em Medicina de Família e Comunidade teve a sensibilidade de perceber que o caso do rapaz, que já fazia tratamento para o quadro depressivo, precisava de um olhar mais atento. 

Dra. Julia Rocha specialista em Medicina de Família e Comunidade

As escritoras Conceição Evaristo, Djamila Ribeiro e Juliana Borges, além do autor Silvio Almeida e dos youtubers Spartakus Santiago e AD Junior foram os indicados por Julia. Seu paciente, que teve a identidade preservada, passava por problemas de auto aceitação. “Cheguei à conclusão de que ele precisava dessa inspiração vinda de influenciadores negros pois ele estava muito alheio ao que significava seu contexto social. Ele carregava uma culpa muito grande e não conseguia enxergar além de si mesmo, não conseguia entender que parte do seu adoecimento estava ligado a questões e sociais, de estruturas opressoras. O fato de ele ser negro e gay não deveria ser um fator estressor, mas o é porque vivemos numa sociedade extremamente racista  e homofóbica”, contou Julia à equipe do Notícia Preta.

Segundo relato divulgado pela médica em sua rede social, hoje o jovem se encontra em recuperação, mas bem melhor, e até passou as indicações para outros amigos. 

“Hoje, a representatividade é de extrema importância. Os jovens que não se sentiam representados, agora podem discutir e conversar sobre uma nova forma de escolher seu caminho(…) A partir do momento que ele foi exposto a outras ideias e outras formas de pensar, pode avaliar essa exigência que fazia consigo mesmo e começar a encontrar seu próprio caminho, descobrindo sua própria forma de viver e enfrentar esse ódio social”, finalizou Julia.

Clique aqui e veja a história no Instagram da médica

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda Batista

Formanda em Comunicação Social - Jornalismo pela FACHA, já passou pela TV legislativa da Câmara dos Vereadores, atuando na produção de jornalismo, e na assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Direitos Humanos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.