Mãe de Nego do Borel registra desaparecimento do funkeiro em delegacia

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Roseli Viana Pereira, mãe do funkeiro Nego do Borel, fez um registro de desaparecimento do filho na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), na noite desta segunda-feira (04). Em depoimento, Roseli disse que, pela manhã, o artista saiu de casa chorando. Depois, ele ligou para um assessor agradecendo por tudo, “como se tivesse se despedindo”, segundo ela. O caso está sendo encaminhado para a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), na Cidade da Polícia.

A mãe do funkeiro disse ainda ter encontrado um bilhete em uma folha de caderno escrito pelo artista com a frase: “A Fazenda vai me pagar, fez minha mãe chorar…” Em setembro, Nego foi expulso do programa “A Fazenda”, da TV Record, depois de ser acusado de estupro de vulnerável contra a modelo Dayana Mello, outra participante do reality show. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo.

Horas antes de desaparecer e enquanto o Instagram ainda estava no ar, Nego postou uma série de vídeos questionando sua expulsão do reality e aproveitou para criticar o dono da Tv Record, o bispo Edir Macedo, mas sem citar nomes, apenas falando do cargo religioso de “bispo”.

Nego do Borel
Elza Viana, Nego do Borel e Rosali Viana – Reprodução

Não estou conseguindo dormir, não. Tô sofrendo pra c*ralho por dentro, tô f*dido por dentro. Fui expulso de uma das maiores redes de televisão nacional como estuprador”, disse.

Me dediquei, tirei meu tempo, fiquei em quarentena lá, 14 dias. Vários dias sem telefone. Fui tirado como um cachorro”, afirmou.

Ao deixar o programa, o cantor gravou um vídeo dizendo ter sido abandonado pelos amigos e que poderia vir a se matar: “Eu dormi do lado de uma pessoa, sim, alcoolizada. Eu tava querendo ficar com ela, e ela querendo ficar comigo. Isso não começou ali, já tinha uma história. Vocês podem ver que depois da noite, na piscina, ela fala que quer dormir comigo de novo. Eu não estou entendendo. Vou acabar tirando a minha vida, não estou blefando, estou falando do fundo do meu coração. Estou querendo saber o que fiz para merecer tanto ódio, estou sendo chamado de bandido. Amigos me abandonaram, não quiseram me escutar“.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.