Livro recupera protagonismo de pessoas negras pouco conhecidas da História

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A ‘Enciclopédia Negra’, organizada pelos autores Flávio dos Santos Gomes, Jaime Lauriano e Lilia Moritz Schwarcz, destaca 550 pessoas negras, apagadas dos registros e livros de história.

Foto: Retrato de autoria do artista Mulambö – Mulambö/Divulgação

As experiência de cada uma das personagens, “protagonistas do cotidiano”, como chamam os autores, estão distribuídas nos 417 verbetes do livro e tratam das diferentes formas de resistência da população negra, ligadas ao período da escravidão e seus efeitos.

O livro também conta com uma parte de imagens com retratos produzidos por 36 artistas negros contemporâneos de diferentes regiões do país, como Antonio Obá, Arjan Martins e Castiel Vitorino.


A enciclopédia destaca ainda grandes figuras não reconhecidas, como José Ezelino da Costa (1889-1952), conhecido como o “primeiro fotógrafo negro do sertão do Seridó”; além de outras que desafiaram a escravidão e mostraram seu valor enquanto pessoas.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.