Jann Souza faz pocket show em homenagem ao Julho das Pretas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A cantora e compositora baiana é escolheu o último dia do mês para falar de afeto

Com o inseparável ukulele, Jann Souza circulava cantando e tocando pelas ruas de Salvador antes da pandemia. Foto: Caio Paixão

A cantora e compositora baiana, Jann Souza escolheu o último dia do mês de Julho para fazer uma justa homenagem com música e afeto às mulheres negras. Nesta sexta-feira (31), a artista faz um pocket show virtual às 19h, através da rede social Instagram. Neste mês, devido ao Dia Internacional da Mulher Afro- Latino-americana e Afro-Caribenha, o Dia Nacional de Tereza de Benguela e o Dia da Mulher Negra, alguns estados, como a Bahia, comemoram o Julho das Pretas.

Com músicas autorais como “Passarinho” e “Moça”, Jann Souza fala de liberdade, presença, resistência e muito amor. A artista usa as redes sociais para divulgar seus trabalho e levar afeto aos seus seguidores. Sempre que grava uma música e compartilha, a jovem envia uma mensagem personalizada com o nome de quem recebe, pergunta se está “Tudo Odara”, – nome de outra música autoral, – e transmite mensagens carregadas de carinho.

“Não sou uma artista famosa ainda, mas tenho consciência de que carreira nenhuma se constrói sem o público. É por isso que faço questão de mandar o textinho de lembrete e faço questão de agradecer diversas vezes pelo carinho”, explica Jann.

A cantora, compositora e instrumentista sempre está com um violão ou ukulele por perto. No entanto, durante a pandemia causava pelo novo coronavírus, a artista preta independente não consegue viver apenas da arte, como outros trabalhadores do setor cultural. Assim, percebe nas formas virtuais um caminho de renovação.

“Tem sido doloroso lidar com frustrações, ansiedade, medo e sonhos adiados. Como vocês sabem, eu vivo de música e toda essa pandemia bateu pesado por aqui. ⁣As lives começaram a tomar conta da internet e eu me deparei com esse novo estilo de apresentação. ⁣Reprogramei a minha rota buscando novas estratégias para resistir e existir enquanto mulher preta e artista”, escreveu a artista recentemente em uma rede social.

Para matar a saudade do público e exaltar o afeto entre pessoas pretas, a artista começa o show virtual às 19h, no perfil do Instagram: @jann.souza.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.