Feridos durante protesto no Recife serão indenizados

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Governo de Recife vai indenizar Daniel Campelo e Jonas Correia, que ficaram cegos, após ser atingidos por bala de borracha durante protesto pacifico

Daniel não participava do protesto contra Bolsonaro Foto: Hugo Muniz

Em meio a um protesto pacifico, contra o governo de Bolsonaro, realizado em Pernambuco, no último sábado (29), o Governo de Pernambuco toma medidas contra a ação dura da PM. O comandante da operação e os PMS envolvidos em agressão a vereadora Liana foram afastados de seus cargos até o fim das investigações.  

Durante o ato duas pessoas foram atingidas por bala de borracha no olho. Daniel Campelo da Silva, que passava pelo local para comprar material de trabalho perdeu o globo ocular do olho esquerdo.

Júlio Campelo, filho de um dos atingidos pela bala de borracha, discorda quando dizem que os policiais são despreparados, e ressalta que eles têm cursos para saber lidar com situações de crise, e tem pleno conhecimento de que se atirar na altura do rosto de uma pessoa, pode deixar ela cega.

A outra pessoa atingida foi Jonas Correia de França, que também perdeu a visão, após uma bala de borracha ser disparada contra seu olho direito.  Os dois atingidos estão internados no Hospital da Restauração. A Secretaria de Direitos Humano irá acompanhar a assistência medica dada aos feridos.

“Repudiamos todo ato de violência de qualquer ordem ou origem. Sobre o ocorrido durante manifestação no centro de Recife, determinei a imediata apuração de responsabilidades. A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social já instaurou procedimento para investigar os fatos. Sempre vamos defender o amplo diálogo, o entendimento e o fortalecimento das nossas instituições dentro da melhor tradição democrática de Pernambuco”, publicou o governador Paulo Câmara.

Em nota, o Ministério Público do Estado afirmou que vai agir, por meio das Promotorias com atuação na capital, em relação aos fatos relacionados à ação da PM durante manifestação.

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.