Cliente ataca funcionária de lanchonete, atira pedras e faz comentários racistas e homofóbicos em Goiânia

APOIE O NOTÍCIA PRETA

 De acordo com nota publicada, a empresa afirma ser contra “qualquer tipo de discriminação” e “abertamente em defesa dos direitos humanos

Uma atendente da rede de restaurante Subway foi alvo de ataques racistas de um cliente, em Goiânia, Goiás. O agressor atacou a jovem e outros clientes que tentaram intervir. O episódio ocorreu na madrugada do último domingo (4) e foi filmado por testemunhas. O vídeo, que circula nas redes, mostra os momentos da agressão. 

De acordo com relatos de testemunhas, ao ser atendido o cliente, sem nenhum motivo aparente, começou a atacar a funcionária e o estabelecimento até, por fim, chegar aos comentários de cunho racista. Parte do momento foi filmado por um celular e compartilhado nas redes sociais. 

Antônio Gabriel Silva Alves, 23, foi quem realizou as filmagens e afirmou que o agressor aparentava estar à procura de confusão. “Do nada, sem motivo nenhum, ele falou que ela tinha que nascer de novo igual a meio fio. A intenção dele com essa frase é que ela nascesse branca. Foi onde ele começou a ter uma atitude racista, eu comecei a filmar e o outro rapaz começou a defendê-la“, contou em entrevista ao G1.

O outro rapaz era o professor Jayme Marques, de 31 anos, que estava presente nos momentos da agressão. Jayme saiu em defesa da funcionária e foi alvo de comentários homofóbicos vindos por parte do agressor. No vídeo é possível ouvir o cliente insultar o professor: “Viado, gay, homossexual, viado, bicha“, ofendeu. 

Começou com ela, por ser uma mulher negra. Depois, se tornou um problema por eu ser gay. Ele queria descontar a raiva em alguém. A primeira pessoa foi a funcionária e depois foi a gente, que estava lá no espaço“, conclui. 

De acordo com Antônio, antes de sair, o homem o chamou de “preto favelado” e tentou atirar pedras nele e em outros clientes presentes. Antônio e Jayme afirmaram que irão prestar queixa. Não há informações sobre a funcionária. 

Em nota, a assessoria da Subway afirmou que é contra a qualquer tipo de discriminação, abertamente em defesa dos direitos humanos e da diversidade, e repudia qualquer ato contrário a esses valores. Leia na íntegra: 

“A Subway®, maior rede de alimentação rápida do Brasil e do mundo, vem a público para se manifestar a respeito do caso ocorrido nos últimos dias em um de seus restaurantes em Goiânia (GO).

A empresa é contra qualquer tipo de discriminação, abertamente em defesa dos direitos humanos e da diversidade, e repudia qualquer ato contrário a esses valores.

Em virtude da atenção que o fato gerou, a Subway® reitera que o respeito à diversidade e às minorias está entre suas principais políticas tanto internas, com relação a seus colaboradores, quanto externas, em relação a seus clientes.

A Subway® vem agradecer comentários e posts nas redes sociais em defesa da colaboradora do restaurante em Goiânia. As reações reforçam o comprometimento dos clientes com os mesmos valores que integram a política de atuação da empresa em seus mais de 40 mil restaurantes em 103 países.”

APOIO-SITE-PICPAY

Gabriella Reis

Jornalista, escritora e web-redatora. "Se ninguém te escuta, escreva!"

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.