Cinco personalidades negras ganharão monumentos em São Paulo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A escritora Carolina Maria de Jesus, o músico Geraldo Filme, o atleta olímpico Adhemar Ferreira da Silva, a sambista Deolinda Madre (madrinha Eunice) e o cantor Itamar Assumpção serão homenageados com com estátuas na capital paulista. A informação foi divulgada pela prefeitura de São Paulo, nesta terça-feira (17), após repercussão do incêndio da estátua de Borba Gato, na zona sul da capital. 

Ainda segundo a prefeitura, as obras devem começar em setembro deste ano e a previsão de entrega é de seis meses. De acordo com um levantamento do Instituto Pólis, São Paulo possui 367 monumentos, 200 retratam pessoas, 169 são homens, 24 mulheres e apenas uma estátua de pessoa negra, intitulada “Mãe Preta”, no Largo do Paissandu. 

Para Cássia Caneco, pesquisadora do Instituto Pólis, São Paulo possui muitas histórias. “Mais importante que tirar ou colocar [estátuas] é o debate que se abre. Você olhar e se ver representado de maneira múltipla e diversa pode de alguma maneira reconstituir a dignidade desse povo que é diariamente massacrado”, afirmou em entrevista ao G1.

Leia Também: Empresário doará dinheiro para restaurar estátua incendiada de Borba Gato e prefeito de SP apoia

Os locais para instalação das obras ainda estão indefinidos, mas alguns nomes sugeridos possuem grande possibilidade de receber os monumentos. Casa de Cultura da Penha, local onde Itamar gravou Bicho de 7 Cabeças (1993) e Praça Benedito Calixto, renomado espaço cultural da cidade, estão sendo considerados. 

No site do Notícia Preta, existe uma seção chamada Galeria de Racistas que, em parceria com o professor e historiador, Jorge Santana, catalogou monumentos em homenagem a pessoas de origem escravocrata, como o próprio Borba Gato, que teve a estátua incendiada por manifestantes em julho deste ano. 

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.