Cerca de 150 alunos estão desaparecidos após novo ataque a escola na Nigéria

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Cerca de 150 alunos estão desaparecidos após um ataque a uma escola no estado de Kaduna, no noroeste da Nigéria, disse um pai e um administrador escolar à agência Reuters nesta segunda-feira (5). A região, que sofre ataques frequentes de extremistas islâmicos do grupo Boko Haram, cujo nome é traduzido como “a educação ocidental é proibida”, agora também é alvo de sequestradores profissionais que multiplicam os pedidos de resgate desde dezembro de 2020.

A polícia disse que homens armados disparando indiscriminadamente invadiram a escola Bethel Baptist High School, no sul do estado de Kaduna, na Nigéria, durante a noite.

O reverendo John Hayab, um dos fundadores da escola, informou à agência Reuters que cerca de 25 alunos conseguiram escapar, enquanto o restante ainda estava desaparecido.

Cerca de 180 alunos frequentavam o internato e estavam realizando os exames de fim de semestre, afirmaram o reverendo Hayab, cujo filho de 17 anos escapou, e Hassana Markus, cuja filha está entre os desaparecidos.

Leia também: Grupo armado promove ataque na Nigéria e mata mais de 100 civis

Escola muçulmana onde ocorreu o sequestro de 136 crianças em junho de 2021. AP – Mustapha Gimba

Residentes locais que se recusaram a ser identificados disseram à Reuters que oficiais de segurança isolaram a escola após o ataque, que ocorreu entre 23h de domingo e 4h da manhã desta segunda-feira.

Homens armados se especializaram em sequestrar estudantes para obter resgate no noroeste da Nigéria, sendo o estado de Kaduna particularmente atingido. Eles sequestraram 1.000 jovens das escolas desde dezembro do ano passado, mais de 150 das quais ainda estão desaparecidas.

Fonte: AFP, RFI e Reuters

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.