Camilla de Lucas rebate críticas: ‘Minha negritude jamais deve ser descartada pelo cabelo que uso’

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A vice-campeão do BBB 21, a influenciadora Camilla de Lucas, mostrou em seus stories como anda sua transição capilar e aproveitou para comentar sobre as críticas que recebeu durante o reality por usar suas laces (peruca com couro invisível e cabelo humano).

A mulher pode e DEVE usar o cabelo que ela quiser. Minha negritude jamais deve ser descartada pelo cabelo que uso. Seja liso, ondulado, cacheado ou crespo… minha fala foi: EU AMO MEU CABELO CRESPO E ACEITO. Mas também me aceito como mulher LIVRE!“, escreveu Camilla em uma publicação no seu Instagram.

Não aceito e nunca vou aceitar nenhum comentário discriminando qualquer tipo de cabelo que SEJA, e lutar contra a discriminação do crespo não me impede de usar o que eu quiser! Não confundam! Estudem e pesquisem. NÃO ME LIMITEM!“, concluiu a influenciadora.

Leia também: “Não se passa pela transição capilar sem uma grande transição subjetiva”, diz psicóloga

Esta semana Camilla divulgou outra novidade para seus seguidores: a moça está na capa da Elle do próximo mês. A youtuber postou a imagem da capa nos stories, do Instagram, e contou estar feliz da vida com o resultado das fotos. “Postei foto da capa que eu fui. A era top model vem sim, amor. Nem tô acreditando. Ficou lindo“, contou.

Na sequência, Camilla de Lucas contou que sonhou sempre em seguir a carreira de modelo, mas acabou desistindo após ser desestimulada por uma pessoa.

Uma vez participei de um concurso e uma pessoa virou pra mim e falou que eu não teria como ser modelo porque a beleza da mulher negra não vendia. Eu fiquei muito frustrada com isso e acabei desistindo“. Na sequencia a youtuber comentou: “Então, hoje, quando faço uma foto e recebo algum convite para ensaio, eu olho para trás e fico: ‘quem é aquele idiota que me negou? cadê ele agora?’ É sério, eu olho e fico ‘nossa, como o mundo da voltas“, cometou Camilla.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.